O PROJETO

O PANGEIA – fragmentos da Guerra da Síria no Brasil nasceu de uma ideia de duas pessoas, em 2015. Os primeiros a abraçar essa ideia (e as duas pessoas) foram cinco sírios que viviam no Brasil. Dessa junção de diferentes, a surpresa: somos iguais, somos o outro. Temos responsabilidade perante isso! E em tempos tão sombrios, é preciso espalhar por aí que o outro sou eu. Era obrigação continuarmos o projeto.

O mais bonito é que a mensagem, quando foi propagada, também começou a se materializar no próprio trabalho. Todo o livro é feito por pessoas que também acreditam tanto que o outro é ele, que acabaram trabalhando e contribuindo para um projeto que nem era delas (mas que acabou sendo).

Cada linha desse livro, cada desenho, foto, página, capa, diagramação, palavra foram doados por alguém. Até as coisas não perceptíveis na impressão, contratos, conselhos, direções, ajudas, críticas, palavras de motivação e desmotivação foram, de pedaço em pedaço, criando esse livro.

Agora queremos que o PANGEIA se estenda de uma outra maneira aos tantos outros que existem por aí, que são os seus leitores. E que, a partir deles, este livro possa ter seus próprios filhos.